DESFILE DE 2016

35,10,0,50,1
25,600,60,0,3000,5000,25,800
90,150,1,50,12,30,50,1,70,12,1,50,1,1,1,5000
0,2,1,0,2,46,15,5,2,1,0,20,0,1
Ala Feijão da Vicentina
Ala 15 - Senhoras Africanas
Ala 15 - Senhoras Africanas
Ala Comunidade
Ala 21 - Múmia
Ala 21 - Múmia
Alegoria 3 - As Viagens de Gulliver
Alegoria 3 - As Viagens de Gulliver
Ala Comunidade
Ala 12 - Soldados das Viagens de Gulliver
Ala 12 - Soldados das Viagens de Gulliver
Alegoria 2 - Netuno ou Poseidon, o Deus dos Oceanos
Alegoria 2 - Netuno ou Poseidon, o Deus dos Oceanos
Alegoria 2 - Perigos do Mar
Alegoria 2 - Perigos do Mar
Alegoria 1 - Travessia do Mar Vermelho
Alegoria 1 - Travessia do Mar Vermelho

"MOTIVOS PATRIÓTICOS"

 

1944

 

Em 1944, a Força Expedicionária Brasileira (FEB) se preparava para embarcar para a Itália e logo entraria em combate ao lado das tropas aliadas. O clima de tensão no período próximo ao carnaval era tamanho que a União Geral das Escolas de Samba (UGES) divulgou nota oficial que, entre outras coisas, facultava a suas filiadas a condição de desfilar (foto abaixo).

SAMBA-ENREDO DE 1943

 

“Carnaval de Guerra”

Autor: desconhecido (cantado no desfile do Estádio São Januário)

 

Democracia
Palavra que nos traz felicidade
Pois lutaremos
Para honrar a nossa liberdade
Brasil, oh! meu Brasil!
 
Unidas nações aliadas
Para o front eu vou de coração
Abaixo o Eixo
Eles amolecem o queixo
A vitória está em nossa mão 
 
 

 

"Brasil, Terra da Liberdade"

Autores: Alvaiade e Nilson Gonçalves (cantado no desfile da Av. Rio Branco)

Brasil
Terra da liberdade
Brasil
Não usou de falsidade
Meu irmão foi pra guerra
Defender essa grande terra
Meu Brasil precisando
Eu vou
Ser mais um defensor

Vou pra linha de frente
Travar um duelo
Em defesa do pendão verde e amarelo
Embora tenha que ser
A sentinela perdida
Honrarei minha pátria querida

 
 
 

 

 

 1943 3 10 ANoite
 
Edição de "A Noite", de 10 de março de 1943, divulga fotos das alegorias apresentadas no desfile. Lamentavelmente elas não foram idetificadas
 
 
 
 

 

 

 

 

FICHA TÉCNICA DO DESFILE DA PORTELA

 

 

Data e local: 7 de março de 1943, domingo, Aveinda Rio Branco
Resultado: Campeã do Grupo 1, com 9,1 pontos de média
Autor do Enredo: Liga de Defesa Nacional
Presidente: Benício Alberto dos Santos
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Dodô e Seu Antonio
Bateria: Mestre Betinho

 

 

BenicioPresPortela

Benício Alberto dos Santos, presidente da Portela

 

1943 3 7 LigaDefesa

"Gazeta de Notícias" de 7 de março de 1943. A "Liga de Defesa Nacional" divulga o "Carnaval da Vitória" usando uma charge crítica a Adolf Hitler

 

 

 

 

 

 

"CARNAVAL DE GUERRA"

 

1943

 

Se antes os horrores da guerra estavam distantes dos sambistas, o ano de 1943 trouxe para o Brasil os pesadelos que atormentavam a Europa. O afundamento de navios brasileiros, creditado à ação de submarinos alemães, motivou a declaração de guerra do Brasil aos países do Eixo (Alemanha, Itália e Japão). Entre os náufragos que sobreviveram aos ataques, estava um jovem que viria a ser um dos maiores compositores de todos os tempos: o imperiano Silas de Oliveira.